Call for Papers

Eixos temáticos

– Política, decisores e território
– Ciência, instituições e actores
– Linguagem, conceitos, símbolos e rituais
– Memória, arquivos, património e tradição

Objetivos

1 – Revitalizar uma linha de pesquisa um pouco dispersa, mas activa, como patente na realização de diversos congressos, colóquios internacionais e painéis de colóquios sobre liberalismo e contra-revolução, desde 1982 até à actualidade, em particular em 2005 e 2016, entrecruzando temáticas como as da política e memória, ciência e linguagem/conceitos históricos.

2 – Revisitar o fenómeno do miguelismo politicamente triunfante, procurando contrariar a visão de que se trata de um fenómeno monolítico e pouco permeável aos estudos científicos, que se esgotaria na história da repressão aos liberais, explorando para o efeito outras temáticas menos conhecidas.

3 – Coligir informação relativa aos estudos e às fontes para o estudo do miguelismo e da contra-revolução, actualizando a bibliografia sobre o tema e procurando identificar arquivos públicos e privados que sirvam a temática, assim como a recolha da memória escrita e oral – em particular, através das memórias familiares.

4 – Através de call for papers e de convites individuais, chamar especialistas em diversas matérias relacionadas com a contra-revolução no século XIX tendo em vista a constituição de um possível grupo de trabalho transdisciplinar, tendo como modelo as obras Dicionário do Vintismo e do Primeiro Cartismo (1820-1823 e 1826-1828) e Dicionário de História da I República e do Republicanismo; ou, ainda, o Dicionário de Historiadores Portugueses (1779-1974), o projecto Iberconceptos e o Dictionnaire de la Contre-Révolution (organizado por Jean-Clément Martin).

5 – Reunir um Congresso Internacional que possa incluir-se na série de eventos científicos comemorativos dos duzentos anos do Vintismo (1820-2020), relembrando que o Portugal que nasce a 24 de Agosto de 1820 é tão compósito, coalizado, múltiplo e frágil quanto o que saúda a chegada de D. Miguel a Lisboa a 22 de Fevereiro de 1828 ou o que nasce com Évora-Monte, a 26 de Maio de 1834. E que vários dos homens do Vintismo se foram metamorfoseando, chegando a alinhar tanto na doutrina do Cartismo como na do Miguelismo de 1828-1834.

CALL FOR PAPERS: ATÉ 31 DE OUTUBRO DE 2017

– Envio de resumo em português e inglês (máximo 500 palavras)
– Envio de breve CV (máximo 150 palavras)
Para o seguinte endereço de email: congressotempodmiguel@gmail.com

. Resposta aos proponentes: 18 de Dezembro.

Anúncios